Notebook Powernote GTX Review

Olá amigos, após comprar um Powernote SX Gamer eu fiquei tão satisfeito que me senti encorajado e comprei mais um notebook da Powernote, dessa vez comprei um modelo de altíssimo desempenho, o GTX!

O Powernote GTX é um notebook classe 1 bastante forte, desenvolvido para tarefas pesadas como manipulação de imagens e jogos de ultima geração ele trás consigo a segunda geração dos processadores Core i7 e três modelos de placa de vídeo como a nVidia GTX560M(1.5GB), GTX580M(2GB) ou ATI 6990(2GB) a escolha do cliente, por um valor próximo a 3mil reais eu montei o meu no site da Powernote e nesse review vamos conhecê-lo de perto!

Antes de continuar eu gostaria de falar sobre o porquê de eu ter escolhido a Powernote entre outras empresas como ASUS, Alienware e demais concorrentes, irei citar 3 motivos específicos que considero mais importantes:

1- Fácil Manutenção: Os notebooks vendidos pela Powernote não são “amarrados” e não te obrigam a levar o notebook a uma autorizada por querer apenas fazer uma simples limpeza das ventoinhas ou dissipador! Além disso, consigo facilmente trocar uma ventoinha dele em 5 minutos caso um dia precise! Se você fosse fazer isso com as próprias mãos em outras marcas e modelos de notebook isso seria inviável, ou impossível!

2- Suporte e garantia no Brasil: A Powernote oferece garantia de até 3 anos em seus produtos, possuem suporte e assistência técnica em todo Brasil, isso significa que se algo der errado o seu notebook não vai parar do outro lado do mundo, consumindo tempo e causando stress, a Powernote também envia ventoinhas novas, bateria, e todo material de reparo/troca quando solicitado, essa presença deles junto ao cliente faz toda diferença!

3- Preço: Aqui esta seu trunfo, eles vendem notebooks idênticos aos de grandes concorrentes com hardware idêntico e qualidade impar por um valor MUITO MENOR, se você sempre quis ter um notebook gamer ou para trabalho pesado você tem essa chance com a Powernote!

Continuando…

Configuração:
-Modelo: Powernote GTX

- Processador: Intel Core i7 2630QM(2Ghz até 2.9Ghz com Turbo Boost), 4x 256KB L2 e 6MB L3 com apenas 45w de TDP, esse processador possui 4 núcleos físicos + 4 núcleos lógicos usando a tecnologia Hyper-Threading, dessa forma você tem 8 núcleos, um monstro para um notebook!!!

- Vídeo: nVidia Geforce GTX560M – 1536MB, 192bits, 192 unidades de sombreamento, 775Mhz no core, 1250Mhz na memória e 1550Mhz no Shader, DX11 e PhysX.

- Chipset: Mobile Intel HM65 Step 3.

- Memória Ram: 8GB(2x 4GB) DDR3 em 1333Mhz expansível até 32GB!

- HD: Seagate 500GB com ata II 7200rpm e 16MB.

- Som: 7.1 Canais High Definition Audio System(auto falantes) + THX STUDIO PRO + SP/DIF, 1 saída para fone de ouvido, 1 microfone, Line in, S/PDIF, 2 autofalantes com 1 Subwoofer interno. LCD: Tela MATE 15.6” FullHD (sim, igual ao Macbook!) não reflexiva.

- Bateria: Lithium de 8 células no formato cartucho.

- Drives: DVD-RW+Leitor Bluray, leitor de cartão MS/MS PRO/SD/MMC.

- Saídas/Entrada/Outros: 3 USBs 2.0 + 2 USB 3.0(até que enfim um notebook com USBs suficientes! 5 no total!!!) + 1 porta HDMI + 1 porta VGA 15pins + IEEE1394 + 1 Rede RJ45 (10/100/1000Mbps) + 1 porta E-SATA+USB…

- Wi-fi 802.11 B/G/N + Bluetooth 2.1 - Webcam 2.0MP. - Fingerprint. - Teclado 86-US Full Sized Keyboard. - Touchpad com funções Side Scroll Bar e Multigesture. - Peso: 3.1Kg com bateria.

Olhando essas configurações já deu para perceber que o GTX não está para brincadeiras, é um verdadeiro desktop portátil que podemos levar por ai em viagens e etc!

Visual:
Agora vamos dar uma olhada nele, visualmente o Powernote GTX é simples e passa a impressão de robustez, é bem acabado e seu teclado é macio e preciso, o plástico fosco da sua carcaça não fica com marcas de dedos e isso é ótimo, além disso eu não o considero pesado, com bateria ele pesa apenas 3.1KG! A sua fonte é um tanto grande mas isso é normal em notebooks deste porte, a bateria é do tipo cartucho. Abaixo algumas fotos, não reparem na qualidade, estou sem câmera, sobrou o para o celular!

Powernote GTX

Powernote GTX

Powernote GTX

Powernote GTX

Powernote GTX – Leitor de cartão, IEEE 1394, USB 2.0, 2x USB 3.0 e REDE 10/100/1000.

Powernote GTX – DVD-RW+Bluray, saída fone de ouvido, entrada microfone, s/pdif, line in e USB 2.0.

Powernote GTX – Parte traseira – HDMI, DVI, Alimentação, E-SATA+USB.

Por dentro do GTX:
Resolvi dar ênfase a esta parte pois a considero muito importante, todos sabemos que um computador ou notebook “frio” dura muito mais e não sofre diminuição de rendimento devido a altas temperaturas, abri o GTX então para ver o seu sistema de refrigeração, é um sistema duplo aonde cada parte trabalha independente da outra, temos um heatpipe e ventoinha para processador e outro para placa de vídeo, depois disso fiquei mais tranquilo pois com certeza o GTX não seria um notebook quente!

Powernote GTX – Parte de baixo, reparem no Subwoofer!

Powernote GTX – Duplo sistema de ventilação.

Powernote GTX – Bateria em forma de cartucho.

Recuperados da nudez estonteante do GTX? Então vamos ao que interessa, DESEMPENHO!!!

Desempenho:
Agora é hora de engatar a sexta marcha e ver o que o GTX ele nos trás em termos de desempenho, executei todos os principais testes usados pela comunidade gamer e especializada no assunto para tentar repassar pra vocês o nível do produto!!!

Indice de Desempenho – Windows 7 Ultimate x64.

Informações de Hardware – Powernote GTX.

Resultados Benchmarks (Driver usado – nVidia 285.62 certificado):
Cinebench R10 32bit (1 CPU): 3638
Cinebench R10 32bit (X CPU): 14140
OpenGL Standard 32bit: 5607
Cinebench R10 64bit (1x CPU): 4561
Cinebench R10 64bit (X CPU): 16774
OpenGL Standard 64bit: 5683
Unigine DX9(Res. 1920×1080 com tudo no máximo – Filtros desligados): 750 pontos
Unigine DX10(Res. 1920×1080 com tudo no máximo – Filtros desligados): 815 pontos
Unigine DX11(Res. 1920×1080 com tudo no máximo – Filtros desligados): 555 pontos
Aquamark03: 126,291
3Dmark06(Config padrão): 13848
3Dmark11(Config padrão, teste Performance): P2221

Resultados em Jogos (Testes realizados em 1920×1080 com benchmark do programa Fraps):
Os testes com jogos são a parte mais importante dessa analise pois saimos dos testes sintéticos e entramos na prática, fiquei muito satisfeito com o GTX pois apesar de ser um notebook, não decepciona, muito pelo contrário, agora é jogo em todo lugar!

Call of Duty 4 – Modern Warfare (Tudo ligado no EXTRA(Max) com filtros no máximo): mim 51 FPS – Max 94 FPS – Avg 80 FPS

Call of Duty – Modern Warfare 2(Tudo ligado e no EXTRA(Max) com filtros em 2x): mim 44 FPS – Max 88 FPS – Avg 67 FPS

Call of Duty – Modern Warfare 3 (Tudo ligado e no EXTRA(Max) com filtros 2x): mim 38 FPS – Max 45 FPS – Avg 41 FPS

Call of Duty – Black Ops (Tudo ligado e no EXTRA(Max) com filtros em 2x): mim 61 FPS – Max 94 FPS – Avg 81 FPS

Battlefield Bad Company 2 (Tudo ligado no ALTO(HIGH) com filtros 2x e HBAO): mim 19 FPS – Max 59 FPS – Avg 39 FPS

Battlefield 3 (Tudo no MEDIO, HBAO ligado, filtros OFF) mim 24 FPS – Max 41 FPS – Avg 33 FPS (Ao desligar o HBAO, o FPS sobe para 45Avg e 62Max! com texturas no HIGH!)

Crysis (Tudo ligado e no ALTO(HIGH), Blur OFF): mim 27 FPS – Max 45 FPS – Avg 37 FPS

Crysis 2 (Tudo ligado e no ALTO(HIGH) + DX11 + Texturas HD!, Blur OFF): mim 35 FPS – Max 52 FPS – Avg 42 FPS

NFS Shift 2 (Tudo ligado e no ALTO(HIGH), Trilinear): mim 48 FPS – Max 61 FPS – Avg 55 FPS

World of Wacraft (DX11 – Ambiente ULTRA – Efeitos BOM – Res Textura ALTA – Trilinear – Texturas Projetadas – Multiamostragem 2x): Quem joga WoW sabe que ele já vem sofrendo dificuldades na parte gráfica, ele não consegue usar todo poder da placa de video, ou quando não é isso que acontece temos o uso excessivo da mesma de forma não bem aproveitada, por isso cada computador e configuração especifica se ajusta melhor ou pior a este jogo, lembro que no WoW não conheci NINGUEM(jogo a 5 anos) que não tenha nenhuma parte do mapa, cidade, local, de baixo FPS, é uma deficiência da engine gráfica em sí que me parece ter quase 10 ANOS, vamos para os resultados então que diga-se de passagem, são extremamente satisfatórios, o jogo roda liso! De qualquer forma com FPS baixo ou alto, iria continuar viciado nessa obra prima! mim 39 FPS – Max 83 FPS – Avg 64 FPS (Gravado na entrada de Orgrimmar)

Overclock:
O GTX permite o overclock da placa de video, usando um programa como MSI Afterburner ou EVGA Precision fazemos isso fácil, eu consegui subir a GPU dele até 820Mhz sem alterar voltagem e garanto que se pode ir bem além disso!
DICA: O Powernote GTX tem um macete MUITO LEGAL, se você não quer altas temperaturas por um prolongado tempo(jogatina) ou se está brincando de fazer overclock nele aperte FN+1!!! Ao fazer isso as 2 ventoinhas do GTX ficam em sua máxima rotação e o melhor, não é muito barulhento e ele não sai voando por ai! Desse modo o GTX raramente irá ultrapassar os 70 graus, ficara sempre abaixo disso, lembre-se que falo de uma situação de overclock ou full load, ou seja, 100% de uso da CPU e GPU…

Conclusão:
Sempre que adquirimos um produto novo demoramos um tempo para nos acostumarmos a ele, medimos, testamos, fuçamos e tiramos nossas conclusões que podem ser boas ou ruins, após minha analise critica(que é MUITO CHATA) posso lhes garantir que o GTX é fantastico e não vai decepcionar seu dono, sua configuração poderosa é ótima para qualquer tarefa, seu preço é acessivel, sua manutenção é pratica, ele não esquenta e ainda é bom para você se exibir por ai com seus 8 núcleos
O Meu já passeou pelo “Encontrover” e a “Campus Party 2012″, virou xodó já e faz sucesso na galera quando tá rodando aquele jogo legal!

Powernote GTX Prós:
- Altissimo desempenho para um notebook.
- Sistema de dissipação duplo mantendo ele frio o tempo todo.
- Possui caracteristicas de um desktop gamer.
- Custo x Beneficio insuperável, com essa configuração e esse desempenho chega a custar menos da metade que um modelo semelhante de marca famosa.

Powernote GTX Contras:
- A fonte esquenta bastante quando jogamos mas depois de uma pesquisa descobri que isso é normal em notebooks gamer então isso não é mais uma critica mas uma informação adicional!
- Ele podia ter um visual mais legal com logos e cores especiais, mas para aqueles que querem descrição ele é perfeito, eu colei um adesivo no meu da Horda e ficou lindo!

Moral da história: PRODUTO 100% RECOMENDADO POR MIM!!!! GOLD MEDAL!

Agradecimentos: Gostaria de agradecer em primeiro lugar a Deus, a todos aqueles que me ajudaram a estar aqui hoje, ao Flávio da Powernote que foi muito gente boa comigo e a toda galera da Hardware Brasil por me ceder esse espaço! O Campeonato de Overclock na CPBR5 desse ano foi muito bom! Um grande abraço a todos!

Por: Skulltrail